Set do G15 – A Revoada Começou

Set do G15 – A Revoada Começou

O desespero do meu travesseiro virou pesadelo
Tem seu cheiro lá
O meu espelho me chamou de feio
Gelado chuveiro, tá sem funcionar
Meu Guarda Roupa quebrou a porta
Minha geladeira não tá cheia
As minhas roupas me ignoram, mas se tu voltar a luz vai tá acesa
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e eu sei que tu aguenta
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e eu sei que tu aguenta

Juro que eu tô me esforçando pra não terminar
Me degrada pra te agradar difícil, tá
Me ama, me xinga, mama, arranha
Essa menina é bipolar
Eu vou com carinho
Ela quer com força
Ela bota a mão, depois bota a boca
Ela gosta que nós é vida loka
Ela ama que nós é vida loka
Eu vou com carinho
Ela quer com força
Ela bota a mão, depois bota a boca
Ela gosta que nós é vida loka
Ela ama que nós é vida loka
Me lembra daquela mina bandida “funela”
Dizia que era sua amiga é conversa
Falava o tempo todo era melhor que você e eu
Hoje nós tá cheio de mulher
A revoada começou
Depois que tudo isso acaba, eu fico no caô
Eu lembro daquela mandraka me chamando de amor
Ela sentava sem caô
Na minha pica meu amor
Ela sentava sem caô
Na minha pica meu amor
Fecha
Fecha
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Pra mim tanto faz se eu tenho ou não tenho ela aqui
Prometi jamais sofrer de amor
Vou ser feliz
Quanto tempo que eu não saio pra zoar
Nas agora, tem baile, eu vou tá lá
Vivendo várias, conhecer
Se me encontrar, já sei que tá sabendo
Que eu tô firmão
Longe de estresse
Fugindo do caô
Caindo pro jet
Que eu tô firmão
Longe de estresse
Blindado de fé
Caindo pro jet
Eu quebrei a cara em uma relação
Sei da importância de se confiar
O peito calejado e a decepção de se apaixonar
Meu voto de confiança deixei na cyroc
Vários bailes, vários combos, eu dei vários goles
Mas sempre que trombo com ela ainda entro em choque
Sinto falta da sua cara e causa um hipnose
Minha boca é tipo o sol e sua boca é tipo a lua
No eclipse do amor, a minha boca beija a sua
Então vem me visitar, minha porta não tá trancada
Meu colo sente saudade da sua sentada
Abre a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta mano, sei que tu aguenta
Ela aguenta
Abre a porta, apaga a luz e concentra e senta
Sei que ela gosta, mano, sei que ela aguenta
Eu tenho dó é do lençol que nunca fica esticado na cama
Eu tenho dó do edredom que sempre tá no chão 7 dias da semana
Coitado do travesseiro, não consegue dormir com tanta mordida e o pé da cama tá com gesso
Quebrou em mil pedaços com essa rotina
Eu até desisti de amar minha cama
Acho que agora vou levar elas pro chão
Nem kingstaque quando mexe o outro não sente
Tá aguentando desce e sobe de bundão
Desce e sobe de bundão
Desce e sobe de bundão
Quebrar a cama é fácil, quero ver quebrar o chão
Desce e sobe de bundão
Quebrar a cama é fácil, quero ver quebrar o chão
Então fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e eu sei que tu aguenta
Então fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e eu sei que tu aguenta
Vai sentando e não para, subindo e não para, descendo e não para
Vai sentando e não para, subindo e não para, descendo e não para
Vai sentando e não para, subindo e não para, descendo e não para
Vai sentando e não para, subindo e não para, descendo e não para
Não se compara
Ela senta e destrava
Ela prepara
Não se compara
Ela senta e destrava
Ela prepara
Não se compara
Ela senta e destrava
Ela prepara
Não se compara
Ela senta e destrava
Ela prepara
Ela quer carinho, ela quer com força
Ela bota a mão, depois bota a boca
Ela gosta que nós é vida loka
Ela gosta que nós é vida loka
Eu vou com carinho, ela quer com força
Ela bota a mão, depois bota a boca
Ela gosta que nós é vida loka
Ela gosta que nós é vida loka
Minha menina me olha e me dar a mão
Não, não vou deixar você mais ir embora
Eu sei que você curte um malandrão, então
Eu tô aqui, vem logo, me namora
Você sabia que era meu sonho
Bem debochada me deixou partir
Te conheci lá no bailão do morro
Agora que eu não quero, tá a fim
Tô de meiota com a bandida na minha garupa
Passei por ela e aí ela ficou nervosa
Dei mó moral, você não quis, agora luta
Eu tô a fim de revoar com essas malucas
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e e sei que tu aguenta, sei que tu aguenta
Fecha a porta, apaga a luz e concentra e senta
Vai descendo em mim em câmera lenta
Sei que tu gosta e e sei que tu aguenta, sei que tu aguenta

Sugestão de letras

Possui alguma sugestão de letra ou tradução de música?

Ficha técnica