POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Destaque

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Em 16 de agosto de 1958 nascia a mulher que iria revolucionar toda a indústria fonográfica mundial: Madonna Louise Veronica Ciccone. Reconhecida como artista musical feminina mais bem sucedida de todos os tempos, segundo o Guinness. Madonna completa hoje 62 anos com um legado incontestável, ostentando o título de rainha do pop, conheça um pouco de sua incrível história:

“Cheguei aqui com 35 dólares no bolso”

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Instagram/Reprodução

Aos 19 anos, a jovem Madonna mudou-se para a cidade de Nova Iorque, buscando pelo seu grande sonho de seguir carreira como artista. Após ter sido baterista e ter feitos modestos vocais na banda Breakfast Club, até que ela os deixou para formar uma banda chamada Emmy. Devido algumas dificuldades financeiras, Madonna trabalhou como backing vocal do cantor Otto Von Wernherr.

“Foi a primeira vez que eu tinha tomado um avião, a primeira vez que eu andei de táxi. Cheguei aqui com 35 dólares no bolso. Foi a coisa mais corajosa que eu já fiz.”
Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Richard Carman/Reprodução

Sua voz e talento chamaram a atenção do produtor musical Mark Kamin, que tratou logo de arranjar um encontro entre Madonna e Seymour Stein, o fundador da Sire Records que ficou impressionado com o canto da jovem. Ele ofereceu então o contrato para os dois primeiros singles da cantora: ‘Everybody’ foi a estréia da rainha do pop sendo lançado em outubro de 1982, seguido de ‘Burning Up‘ lançada em março do ano seguinte.

ANÚNCIOS

Ambos os singles tornaram-se sucessos gigantescos em boates de todo o território americano, alcançando o número três na tabela Hot Dance Club Songs da Billboard. E foi graças a esse sucesso que Madonna começou a desenvolver seu álbum debute, o homônimo ‘Madonna’. O álbum já estava com as faixas completas, segundo o produtor Reggie Lucas, mas ele ainda estava “incompleto” para Madonna. Ela decide então pedir ajuda para John “Jellybean” Benitez (seu namorado na época), que mixou praticamente todas as músicas e produziu ‘Holiday’, que se transformaria no primeiro smash mundial da rainha do pop.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

O seu debute de estúdio foi bastante ousado e inovador, decidida em apostar nas novas tecnologias da época, como por exemplo a bateria eletrônica , o baixo Moog e o sintetizador OB-X. O álbum foi finalmente lançado em julho de 83 e alcançou o top 10 na parada de álbuns da Billboard, ocupando a posição #8 na em 1984. Além disso, Madonna também conseguiu emplacar dois singles entre os dez primeiros da Billboard Hot 100, as canções ‘Borderline‘ e ‘Lucky Star‘.

ANÚNCIOS

As roupas que Madonna usava em seus clipes e performances, influenciava praticamente todas mulheres de sua geração, tanto que seu estilo virou tendência da moda nos anos 80. As blusas de renda, calças capri com saias por cima, meia arrastão, crucifixo grandes, pulseiras enormes e cabelos descoloridos: era esse o visual mais comum de se ver nas ruas.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Imirante/Reprodução

Em 1984 Madonna alcançou o auge de ser uma mega estrela internacional, seu álbum ‘Like a Virgin‘ conquistou o topo das paradas de sucesso na Alemanha, Espanha, Itália, Nova Zelândia, Países Baixos, Reino Unido e Estados Unidos. De fato um sucesso jamais imaginado pela jovem, principalmente depois se tornou o primeiro álbum feminino a vender mais de cinco milhões de cópias nos EUA.  Posteriormente em 1998, ‘Like a Virgin’ recebeu o certificado de diamante pela RIAA.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

LifeTime/Reprodução

A faixa com o mesmo título do álbum, foi a primeira canção de Madonna que conquistou o topo da Billboard HOT 100. ‘Like a Virgin‘ ficou em #1 na parada musical mais concorrida da industria fonográfica por incríveis 6 semanas consecutivas. O clipe da música despertou a raiva dos conservadores que acusaram Madonna de minar os valores da familia tradicional, incentivando o sexo antes do casamento.

ANÚNCIOS
“Fiquei surpresa pela forma como as pessoas reagiram com ‘Like a Virgin’, porque quando eu fiz essa música, para mim, eu estava cantando sobre como algo me fez sentir de uma certa maneira, como brilhante e nova, e todos nterpretaram a canção como se eu quisesse ser mais virgem. Danem-se eles! Isso não é o que eu cantava em tudo. ‘Like a Virgin’ foi, sem dúvidas, absolutamente sempre ambígua.”

Os conservadores moralistas tentaram proibir a canção e o vídeo, fazendo que gerasse um maior buzz para sua apresentação no primeiro MTV Video Music Awards, realizado no ano de 1984. Em uma de suas retrospectivas, a própria MTV definiu a performance de Madonna como uma das “mais icônicas”: Ela surgiu com um vestido de noiva e luvas brancas, em cima de um gigantesco bolo de casamento e depois rolou no chão, protagonizando uma das cenas mais marcantes da cultura pop. Tanto que em anos depois, na mesma premiação, Britney Spears e Christina Aguilera reproduziram a performance com direito a beijos na boca com a rainha do pop.

https://www.youtube.com/watch?v=IE3pJMk-9Bw

O single seguinte foi ‘Material Girl’, que teve seu clipe inspirado na performance de ‘Diamonds Are a Girl’s Best Friend’ do clássico filme ‘Os Homens Preferem as Loiras’. A estética visual trazia referências bem nítidas da admiração que Madonna tinha por Marilyn Monroe. A canção que falava de uma garota materialista vivendo em um mundo materialista, conquistou o #2 na hot 100 e uma legião de fãs pelo mundo a fora.

ANÚNCIOS

Madonna também sempre demonstrou sua paixão por atuação e sua vontade de ser uma atriz de sucesso. A sua primeira participação no cinema, foi uma rápida aparição no drama romântico ‘Vision Quest’, que tinha em sua trilha sonora a canção ‘Crazy for You’, que alcançou #1 na hot 100. Além disso, ela também foi a estrela em uma comédia de 1985, ‘Desperately Seeking Susan’ (Procura-se Desesperadamente Susan), filme que foi de extrema importância para a música ‘Into the Groove‘, pois foi seu o primeiro single número um no Reino Unido. O crítico de cinema do jornal The New York Times nomeou ‘Desperately Seeking Susan’ como um dos dez melhores filmes de 1985.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

Quando Madonna chegou no seu auge, as revistas Penthouse e Playboy publicaram uma série de fotos nuas da cantora, que foram tiradas em Nova Iorque no ano de 1978. Ela havia posado para as fotografias por necessidade, precisava de dinheiro na época e recebeu míseros 25 dólares por sessão. A publicação das fotos causou um grande alvoroço sensacionalista na mídia, mas Madonna permaneceu “sem desculpas e desafiadora”.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Penthouse/Reprodução

No ano de 1986, Madonna se consolida como a Rainha do Pop ao lançar o aclamado ‘True Blue‘. Re-inventando a si própria, ela mostrou ao mundo que uma mulher pode de fato vender tantos discos quanto um homem. Você pode conferir tudo sobre essa fantástica era no nosso especial TRUE BLUE: 34 Anos Da Grande REVOLUÇÃO No POP.

ANÚNCIOS

Depois da bem sucedida era ‘True Blue‘, Madonna assinou um contrato com a Pepsi, em um comercial da empresa, ‘Like a Prayer‘ foi lançado, o primeiro single e a faixa com mesmo nome de seu quarto álbum de estúdio. O videoclipe chocou todo a população da época: o clipe era repleto de símbolos católicos, como estigmas e uma cruz em chamas, e um sonho de fazer amor com um santo, tanto que o Vaticano a condenou o vídeo. Grupos religiosos tentaram banir os produtos comerciais e boicotar a Pepsi. Infelizmente a Pepsi revogou o comercial e cancelou seu contrato de patrocínio. Mesmo assim, ‘Like a Prayer‘ liderou as tabelas em diversos países, tornando-se o sétimo número um de Madonna no Hot 100.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

O crítico musical da Rolling Stone disse que álbum ‘Like a Prayer‘ é “o mais perto possível da arte que a música pop … prova não apenas que Madonna deve ser levada a sério como artista, mas que ela é uma das vozes mais atraentes dos anos oitenta”. O álbum polêmico conquistou o topo da Billboard 200 e já conta com mais 15 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, os singles ‘Express Yourself‘ e ‘Cherish‘ foram o carro chefe dessa era.

ANÚNCIOS

Madonna estrelou como a famme fatale ‘Breathless Mahoney’ no filme ‘Dick Tracy’ de 1990. O filme foi número um na bilheteria dos EUA por duas semanas seguidas e rendeu para a artista uma indicação ao Saturn Award de Melhor Atriz. Foi lançado um álbum para ser a trilha sonora do filme, intitulado ‘I’m Breathless’, que incluía músicas inspiradas no cenário do filme que se passava num ambiente dos anos 30.

A icônica ‘Vogue‘ foi fruto da trilha sonora desse filme, Madonna foi inspirada pela dança de mesmo nome, graças aos coreógrafos Jose e Luis Xtravaganza da comunidade House Ball do Harlem, origem da dança. Eles mostraram para ela o que era vogue em sua mais pura essência no clube de Nova Iorque, em um baile do Factory Sound. A canção foi mais #1 para coleção da rainha do pop, mostrando de forma glamourosa o que acontecia nas festas mal vistas pela sociedade e se tornou uma das suas performances mais memoráveis da MTV.

ANÚNCIOS

A Rolling Stone volta a aclamar nossa rainha por causa da turnê Blond Ambition World Tour, falando que ela é foi uma extravagância elaborada coreografada e sexualmente provocante, além de eleger leg internacional de “a melhor turnê de 1990”. Em resposta aos religiosos que queriam o fim da de sua turnê, Madonna disse: “A turnê não prejudica os sentimentos de ninguém. É para mentes abertas e faz com que eles vejam a sexualidade de uma maneira diferente. Eles próprios e os outros”. Os registros em vídeo dessa tour, renderam o primeiro Grammy para cantora, na categoria de melhor Vídeo de Longa Metragem.

‘Erotica’ foi o quinto álbum de estúdio da cantora e foi lançado junto com seu livro, o polêmico ‘Sex’. O livro contava com imagens sexualmente provocativas e explícitas, feitas pelo fotografo Steven Meisel. Apesar de ter recebido uma forte reação negativa da mídia e do público em geral, o livro vendeu mais de 1,5 milhão de cópias por 50 dólares em questão dias. A reação negativa de ‘Sex’ acabou ofuscando o ‘Erotica’, que acabou sendo o álbum menos vendido na sua carreira até o momento. Com uma identidade visual bastante marcante, o álbum conquistou o #2 na Billboard 200 e dois singles conquistaram top 10 na Hot 100, ‘Erotica‘ e ‘Deeper and Deeper‘.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução/Reprodução

Algumas das músicas do ‘Erotica’ adquiriram um tom mais confessional e pessoal, influenciado principalmente pela grande perda de dois amigos de Madonna em decorrência do HIV/AIDS.

ANÚNCIOS

“Em 1992, Madonna era um ícone — intocável, literal e figurativamente — e ‘Erotica’ foi a primeira vez que a música de um artista assumiu um tom decididamente combativo, até mesmo ameaçador, e a maioria das pessoas não queria ouvi-lo. A indecisão irrefutável de Erotica provavelmente diz mais sobre a mentalidade de sexo a morte do início dos anos 90 do que qualquer outro documento musical de sua época. Esta não é Madonna em seu auge criativo. Esta é Madonna mais importante dela, para ela mais relevante. Ninguém mais no mainstream da época se atreveu a falar sobre sexo, amor e morte com tanta franqueza e destemor.” — Relatou crítico da Slant Magazine sobre o impacto do álbum perante a sociedade.

O ‘The Immaculate Collection’ foi o seu grande álbum de compilação, contava com os maiores sucessos de Madonna e foi originalmente lançado em novembro de 1990. Coletânea incluía duas novas músicas: ‘Justify My Love’ e ‘Rescue Me’. O álbum de sucessos recebeu o certificado de diamante pela RIAA e vendeu mais de 31 milhões de unidades no mundo, tornando-se o álbum de compilação mais vendido por um artista solo na história da indústria. Além disso, a canção ‘Justify My Love’ alcançou o #1 nos EUA, tornando-se o nono número um na carreira de Madonna. Seu videoclipe era repleto de cenas com temática sadomasoquista, bondage, beijos do mesmo sexo e nudez. Fazendo que o vídeo fosse considerado sexualmente explícito demais para a MTV, sendo posteriormente banido da rede.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

A rainha do pop também deu vida ao personagem biográfico de Eva Perón, no musical ‘Evita’. Madonna sempre desejou interpretar Perón, inclusive escreveu ao diretor Alan Parker, explicando para o mesmo o motivo que ela seria perfeita para o papel.

ANÚNCIOS
“Esse é o papel que nasci para desempenhar. Coloquei tudo de mim nisso porque era muito mais do que um papel em um filme. Foi emocionante e intimidador ao mesmo tempo. E estou mais orgulhosa de Evita do que qualquer outra coisa que eu tenha feito”
Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

Madonna adoeceu várias vezes durante as filmagens do longa, quando descobriu que estava grávida, além do intenso esforço emocional que as cenas exigiam. Logo após o lançamento do filme, a sua performance como atriz foi elogiadíssima pelos críticos de cinema. A revista Time comentou que era um alívio dizer que ‘Evita’ é muito boa, bem elaborada e visualmente bonita. Afirmando que Madonna mais uma vez confundiu as expectativas de todos. O filme rendeu o Golden Globes para a mulher que sempre sonhou receber aclamação por sua atuação.

‘Don’t Cry for Me Argentina’ alcançou o número um no European Hot 100 Singles.

ANÚNCIOS

Em seu sétimo álbum de estúdio, ‘Ray of Light’, lançado em 1998, Madonna queria refletir suas experiências com misticismo oriental e a Cabala, tornando-se nítida sua percepção e imagem. Ela trabalhou com William Orbit e buscou por criar um som que pudesse misturar dance com pop e rock britânico. O álbum foi aclamado pela crítica, tanto que a Rolling Stone listou o álbum entre “Os 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos”. Recebeu quatro indicações ao Grammy, levando os gramofones dourados de ‘Melhor Album Pop’ e ‘Melhor Gravação Dance’.

‘Frozen’ tornou-se o primeiro single a estrear direto no topo do chart britânico, enquanto nos EUA, o single tornou-se o seu sexto número dois nas paradas musicais. Isso estabeleceu mais um recorde para Madonna como a artista com mais #2 na história da hot 100, enquanto ‘Ray of Light‘ debutou dentro do top cinco. O Guinness Book de 1998 documentou que nenhum artista feminina já vendeu mais discos que Madonna ao redor do mundo. Durante esse era, ela fez a Fundação Ray of Light que tem seu principal foco em mulheres, educação, desenvolvimento global e humanitário.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

MUBI/Reprodução

‘Music’ tornou-se o oitavo álbum de estúdio da cantora que já tinha alcançado o topo do mundo e já havia experimentado as várias facetas do pop, decidiu então usar de elementos eletrônicos e novamente obteve êxito, ao conquistar a crítica especializada. Madonna disse que ‘Music’ era o “futuro do som”. O álbum conquistou o número um em mais de 20 países ao redor mundo e vendeu quatro milhões nos seus primeiros dez dias de lançamento.

ANÚNCIOS

Baseado em suas observações da sociedade americana, ‘American Life’ foi lançado em 2003: “[O álbum é] Como uma viagem pela memória, olhando para tudo o que consegui e todas as coisas que valorizava e todas as coisas importantes para mim”. O videoclipe original da canção título foi cancelado, pois Madonna acreditava que o clipe, apresentava muita violência e imagens duras de guerra, que poderia ser considerado antipatriótico, já que os EUA estavam em guerra com o Iraque. Muitos fãs acreditam que essa tenha sido a era mais “boicotada” da rainha do pop.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

‘Confessions on a Dance Floor’ é provavelmente o maior divisor de águas na música pop contemporânea, foi lançado em novembro de 2005. É o álbum que foi estruturado como se um DJ estivesse tocando em uma boate. Altamente aclamado pela crítica, com a Billboard comentando que o álbum foi um “retorno bem-vindo a Rainha do Pop”. O álbum também recebeu o Grammy de Melhor Álbum Dance/Eletrônico.

‘Hung Up’foi o single principal e alcançou o #1 em mais de 40 países, conquistando mais um recorde no Guinness World Records. A música teve o sample de ‘Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight)’ do ABBA, sendo uma das raras vezes que o grupo musical permitiu que seu trabalho fosse usado. Björn Ulvaeus, compositor do ABBA, aclamou “música pop 100% sólida”.

ANÚNCIOS

Já o segundo single, a canção ‘Sorry’, tornou-se o décimo segundo single #1 de Madonna no Reino Unido. Somado a isso, a ‘Confessions Tour’ teve uma audiência global de com mais de 1,2 milhão e arrecadou mais de 193,7 milhões de dólares, tornando-se a turnê de maior bilheteria até hoje para uma artista feminina.

No ano de 2008, a cantora lançava seu décimo primeiro trabalho de estúdio, ‘Hard Candy’. Esse álbum deixou de lado o som dance e disco e foi focado em um estilo que fosse mais urbano, usando influências de hip hop e dance-pop, as músicas eram em sua maioria autobiográficas e trouxe os feats com Justin Timberlake, Timbaland, Pharrell Williams e Nate “Danja” Hills. O álbum debutou em #1 em 37 países, rendendo novamente para a rainha, o topo da Billboard 200.

ANÚNCIOS

Madonna terminou a década dos anos 2000 sendo a artista mais vendida da década nos EUA e a artista mais tocada da década no Reino Unido. A Billboard também anunciou nossa eterna rainha como a terceira artista com a maior turnê da década — ficando atrás apenas das bandas The Rolling Stones e U2 — com faturamento superior a 801 milhões, participação de 6,3 milhões e incríveis 244 sold out de 248 shows.

Madonna fez a abertura em seu show do intervalo do Super Bowl XLVI como uma verdadeira rainha, sendo carregada como uma Cleópatra moderna, coberta em ouro e grifes. A sua performance icônica trouxe convidados especiais: LMFAO, Nicki Minaj, M.I.A. e CeeLo Green. Acabou por se tornar o show de intervalo do Super Bowl mais assistido da história até o momento, com mais de 114 milhões de espectadores, superando a audiência do próprio jogo. Durante o show, ela performou ‘Give Me All Your Luvin”, o single principal do seu décimo segundo álbum de estúdio, ‘MDNA’.

ANÚNCIOS
Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

Em 2015, três meses após o vazamento de treze demos, ‘Rebel Heart’ foi oficialmente lançado ao mundo. Diferente de todos os seus trabalhos anteriores, que envolviam apenas algumas pessoas, Madonna optou por trabalhar com um grande número de produtores, incluindo os famosos na mídia Avicii, Diplo e Kanye West. Os críticos especializados o elegeram como o seu melhor trabalho em uma década, mas infelizmente acabou tornando-se o primeiro álbum da cantora a não debutar na primeira posição da Billboard 200 desde ‘Ray of Light’. Apesar disso, ‘Rebel Heart‘ conquistou o #1 em outros grandes mercados da música, incluindo Alemanha, Austrália, Canadá e Itália.

A Billboard nomeou Madonna como a Mulher do Ano em 2016. Seu discurso ao receber o prêmio foi extremante emociante e inspirador, uma voz que vai soar por todas as gerações que estão por vir. Confira:

ANÚNCIOS

Mais recentemente, a cantora anunciou o décimo quarto álbum de estúdio com o título de ‘Madame X’. O álbum que teve influência de sua vida em Lisboa. O primeiro single do álbum chama-se ‘Medellín’, parceria com colombiano Maluma. A canção teve sua primeira performance ao vivo no BBMAs, utilizando de bastante tecnologia para causar um maior impacto ao telespectador, Madonna entregou de um deslumbre aos espectadores. ‘Madame X’ debutou direto no topo da Billboard 200, mostrando que quem é rainha, jamais perde a majestade.

‘Dark Ballet’ trás em seu clipe Mykki Blanco como uma Joana D’Arc, representando a dura realidade do extermínio de vidas trans todos dias.

ANÚNCIOS
“Madame X é uma agente secreta. Viajando ao redor do mundo. Trocando de identidades. Lutando por liberdade. Trazendo luz à lugares escuros. Ela é uma dançarina. Uma mestre. Uma chefe de estado. Uma dona de casa. Uma equestre. Uma prisioneira. Uma estudante. Uma mãe. Uma filha. Uma professora. Uma freira. Uma cantora. Uma santa. Uma prostituta. O espiã na casa do amor. Eu sou Madame X.”
Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Reprodução

Nesses 62 anos de vida, Madonna tornou-se a mulher mais rica no mundo da música, com o patrimônio líquido estimado com valor entre U$590 e U$800 milhões. A rainha do pop já vendeu mais de 300 milhões de discos ao redor do globo. Até o Guinness World Records a reconhece como a artista feminina mais vendida de todos os tempos. A própria RIAA afirmou que Madonna é a artista feminina de rock mais vendida do século XX, sendo a terceira artista feminina com mais álbuns certificados nos Estados Unidos, com 64.5 milhões de unidades de álbuns certificados em território americano.

Madonna | 62 anos e um legado incontestável

Instagram/Reprodução

Nesses 62 anos de Madonna, qual é a sua música favorita dessa mulher que revolucionou o mundo?

ANÚNCIOS
Anúncios

Bombando!

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter Juliette segue provando, dia após dia, que é um dos nomes mais fortes do mercado publicitário brasileiro atualmente....

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter Luiz Restiffe, dono do Farraial Sertanejo, um dos principais festivais de música sertaneja do país, está sendo apontado...

TV

Siga o POP Mais no Twitter Xuxa Meneghel pode voltar a telinha da Globo como apresentadora em breve. Segundo informações do site Observatório da...

TV

Siga o POP Mais no Twitter O SBT até tentou, mas não conseguiu tirar a liderança da Globo com a exibição do jogo da...

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter Lucas Rangel assumiu, no último domingo (13), o relacionamento com o jovem Lucas Bley. Em suas redes sociais,...

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter Crítica ferrenha do governo de Jair Bolsonaro, a atriz Samantha Schmütz teve sua conta oficial no Instagram deletada...

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter Em entrevista ao Independent, o empresário Louis Walsh, que substituiu Simon Cowell em algumas audições do X-Factor norte-americano...

Celebridades

Siga o POP Mais no Twitter O jogador Lucas Paquetá, atualmente camisa 10 da Seleção Brasileira de Futebol, teve um suposto vídeo íntimo compartilhado...

Anúncios