Conecte-se

O que procura?

Opinião

OPINIÃO| Tá na hora reconhecer mais e criticar menos a Anitta

Não é de hoje que a mídia brasileira em peso volta seus olhos para Anitta. Mas quem dera a imprensa focasse em enaltecer os feitos de uma das maiores popstars que o Brasil já teve em décadas. O sucesso da cantora é algo tão inimaginável há tempos atrás, que qualquer que não entende de música, consegue enxergar a grandiosidade que o nome da artista se tornou.

Ninguém é perfeito, é lógico, e dona Larissa Machado tem seus vacilos, mas qual humano não tem? Atire você, senhor ou senhora perfeição, a primeira pedra. Vinda de origem humilde, Anitta é a saga da menina pobre que sonhou alto e não desistiu enquanto não chegou lá.

Advertisement

Porém, ao invés de mostrar o lado da vitória, a mídia insiste em perseguir fatos medíocres, que dão audiência. Corretíssimos, afinal a imprensa vive de notícias que tragam a atenção do público. Mas nem tudo que é correto é honroso.

Desde Xuxa Meneghel nas décadas de 1980 e 1990 não se via um artista brasileiro brilhar tanto lá fora. Anitta é alvo de dezenas de convites de parcerias, das mais variadas, dos mais diferentes estilos. Tudo isso porque todo mundo quer ter seu nome atrelado à cantora. Em tempos de colaborações entre artistas, receber o convide da Rainha do Pop é para poucos. Qual outro artista brasileiro teve o privilégio? Mas Madonna e Anitta tem algo a mais em comum do que a música: visão de mercado. Enquanto uma enxerga longe as possibilidades que várias parcerias com artistas latinos podem trazer, a outra enxerga na brasileira um enlace na era do stream, afinal Anitta é um fenômeno no quesito.

Advertisement

Presença constante no topo das paradas de sucesso desde “Show das Poderosas”, lançada em 2013, Anitta evoluiu de forma exponencial sua carreira musical. O termo “sucesso meteórico” pode ser aplicado aqui sem medo. Porém, a menina nascida no funk soube arriscar quando necessário e dar a cara a tapa quando preciso. Embrenhando no território que até então era pouco explorado por artistas brasileiros, e pouquíssimo divulgado no Brasil: reggaeton. Ali, a cantora enxergou sua verdadeira natureza musical.

Mas apesar de sempre voltar as suas raízes funkeiras, é idiotice dizer que foi o funk que a levou para fora do país. O ritmo, apesar de bastante consumido aqui dentro, lá fora ele patina. Além do mais, ainda é alvo de muita crítica e preconceito. Anitta vem mudando isso. Sim, ela mesma! “Vai Malandra” e “Bola Rebola”, são exemplos de músicas que fizeram a gringa abraçar o funk. Apesar de já ser conhecido no exterior, é certeiro afirmar que foi com ela que o funk adentrou nas portas estrangeiras de “mala e cuia”. Mas também que fique claro que o mérito não é só dela, mas sua contribuição é inegável.

A filha pródiga da família Macedo Machado cultiva um ódio de alguns que é inexplicável. Sempre atenciosa com os fãs, sempre solícita à imprensa, sempre disponível quando pode… É curioso o porque tantos haters atacam a cantora. Claro que não estamos aqui para passar a mão na cabeça de ninguém. Aqui, acolá, um escorrego ou outro fazem da Anitta humana. Da mesma raça que todos nós. Então, por que o ranço?

Talvez muitos enxerguem na cantora aquilo que ele mesmo quis e não teve a coragem para ir atrás. Enfrentar as dificuldades em busca de um sonho… Quem sabe? Assim como eu e você, a filha do Seu Mauro comete gafes, hoje bem menos do que no passado é verdade, mas ainda assim gente como a gente. O seu jeito de ser, sua forma de agir, espontânea e debochada mostram que sua personalidade não mudou. O que seria algo de se elogiar, afinal tem artista por aí que o sucesso sobe à cabeça. Mas tem muita gente que a critica, pelo simples fato de ela continuar sendo, quem sempre foi.

Sabe aquele ditado que diz “implica por que gosta”? Ele é a tradução da relação mídia x Larissa de Macedo. É importante dizer que Anitta também sabe o valor da presença constante nos sites de notícias e que isso faz parte da vida de qualquer artista. Ter seu nome exposto de forma intensa, traz pra ela a vitrine do showbizz.

Mas talvez seja hora do showbizz parar de sugar a energia da estrela que tanto o satisfaz. Afinal como toda estrela jovem, ainda tem muito combustível para gastar, mas sabemos o que um buraco negro sugando essa energia pode acarretar.

Anúncios
Anúncios

POP Mais no Twitter

Bombando!

Críticas

Poucas vezes vi tamanho desperdício de talento quanto na faixa “Cobra Venenosa”, lançada hoje (3/7) por Ludmilla. Precedida por uma treta envolvendo a funkeira...

Celebridades

Longe do canário musical desde 2016, após o lançamento do álbum “Glory”, Britney Spears sempre aparece nos principais veículos de notícias mundiais, mais recente...

Celebridades

Pabllo Vittar parece que tem um admirador secreto (ou nem tanto) famoso. Em um vídeo publicado no seu canal no YouTube, o ex-jogador de...

Celebridades

A noite dessa terça-feira (30/6) foi bem agitada para alguns filhos do cantor Leonardo. Um carro em que estavam dentro João Guilherme, Matheus e...