Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+

Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+
Publicidade

Histórias de experiências gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros, queer ou apenas a ampla diversidade têm o poder de educar, inspirar e capacitar leitores dentro e fora da comunidade LGBTQIA+. “Eu olhava para Elton John, que era indiscutivelmente um ícone, e achava impressionante a forma com que ele aceitou sua sexualidade. As pessoas o admiravam e o amavam independente de sua diferença. Eu senti que era assim era o caminho para eu me aceitar. Logo depois veio Ricky Martin, o que foi me ajudando a me entender como pessoa. Todo mundo tem que se enxergar para saber e entender o que está sentindo, que você não está sozinho e que esse processo também acontece com outras pessoas”, revela o diretor artístico Ale Monteiro, homossexual orgulhoso.

Publicidade

Abraçar quem você é talvez seja o marco mais importante para os indivíduos que se identificam como LGBTQIA+. Aceitar sua identidade sexual ou de gênero pode ser um processo complicado. Embora a jornada de cada um se desenrole de maneira diferente, essas histórias de diversidade e aceitação trazem à vida uma variedade de experiências que são comumente citadas por aqueles que se identificam como parte da comunidade. Para celebrar essas histórias, Ale reuniu livros que narram esses relatos de forma que ajudem outros gays a se visualizarem no papel de protagonistas de suas próprias vidas.

“Todos somos protagonistas e toda história de amor merece um final feliz”, finaliza o diretor.

Publicidade

Com Amor, Simon
Conta a apaixonante história de um jovem que conquistou milhares de leitores com uma trama que trata com naturalidade e bom humor a afirmação e os dilemas de um adolescente gay. A narrativa acompanha a vida de Simon Spier, um garoto comum que esconde um segredo: ser gay. Em sua escola, os alunos criaram um Tumblr onde todos postam o que querem. Em anonimato, por meio do blog, Simon conhece outro garoto gay, com quem troca e-mails usando nomes fictícios; Jacques e Blue (o garoto do outro lado da tela).

Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+
Foto: Reprodução

Minha Versão de Você
Há três anos, a família de Tanner Scott se mudou da Califórnia para Utah, fazendo com que sua bissexualidade voltasse para o armário. Agora, com apenas mais um semestre até o fim das aulas no colegial e seu tão sonhado futuro em uma universidade longe da família, ele só deseja que o tempo passe mais depressa. Quando Autumn, sua melhor amiga, se inscreve na aula de escrita e o desafia a participar, Tanner não consegue recusar o convite, afinal de contas, quatro meses é tempo mais do que suficiente para escrever um livro, certo? O garoto está mais certo do que imagina, pois leva apenas um segundo para que ele note Sebastian Brother, o prodígio mórmon que, nas aulas de escrita do ano anterior, escreveu e publicou o próprio livro, e agora orienta a turma. Se quatro meses é muito tempo, um mês pode não ser. E é exatamente esse tempo que leva para Tanner se apaixonar por Sebastian.

Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+
Foto: Reprodução

A Princesa e a Costureira
O livro conta a história da princesa Cíntia, que quando nasceu foi prometida em casamento para Febo, o príncipe do reino vizinho, para que se mantivessem os laços de amizade entre os reinos. Quando chegou a época da cerimônia, a princesa foi encomendar seu vestido e, então, conheceu a costureira Isthar, por quem se apaixonou. Quando Cíntia anunciou para os pais suas intenções com Ishtar e disse que não mais se casaria com Febo, seu pai mandou que a prendessem na torre do castelo, pois desafiou o interesse e a tradição dos reinos, que dizia que moças deveriam se casar com rapazes. Para garantir um final feliz, a princesa e a costureira receberão ajuda da irmã da princesa, do próprio príncipe, da Fada Madrinha e de uma Agulha Mágica. O livro pretende auxiliar familiares e profissionais, tanto na discussão sobre a diversidade humana como sobre a luta mais ampla pelos direitos das pessoas LGBT.

Publicidade
Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+
Foto: Reprodução

Nós: Felizes para sempre de Ryan e James
Será que seus jogadores de hóquei preferidos terminarão a primeira temporada juntos e invictos?
Ryan Wesley (Wes) e James (Jamie) Canning se conheceram num acampamento de hóquei quando crianças. A amizade entre os dois cresceu pouco a pouco até que um acontecimento inesperado os afastou. Quando eles se reencontram na faculdade, ambos já adultos, se apaixonam e iniciam uma nova relação, agora de amor. Por motivos profissionais, Wes não quer que seu relacionamento se torne público, mas um de seus colegas de time se muda para o mesmo prédio onde ele está morando com Jamie, e a vida secreta que os dois construíram cuidadosamente corre o risco de ruir. Com o mundo externo pronto para testá-los, Jamie e Wes precisam descobrir do que são capazes em nome do amor que têm um pelo outro.

Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+
Foto: Reprodução

Eu, Ricky Martin
Ricky Martin procura falar sobre as lembranças de sua infância, as experiências no grupo Menudo, a luta por sua identidade durante o fenômeno ‘Livin’ la vida loca’, o momento em que resolveu assumir sua sexualidade e as relações que lhe permitiram aceitar o amor, além das decisões que mudaram sua vida, como dedicar-se a ajudar crianças no mundo todo e tornar-se pai.

Representatividade na literatura: Dicas de 5 livros com temática LGBTQIA+

Publicidade