Jornalista da Folha detona documentário de Juliette: “nada de interessante que justifique a produção”

juliette documentario

Nesta terça-feira (29), a série “Você Nunca Esteve Sozinha”, que retrata a vida de Juliette antes do BBB e depois de vencer o reality show, foi lançada no Globoplay.

Uma das primeiras críticas profissionais é da Folha de S. Paulo. O repórter Jairo Malta, responsável pela avaliação, deu nota 1 de 5 para o documentário e criticou o desenvolvimento raso da história. Para ele, tudo poderia ser resumido em uma matéria do “Fantástico”.

“Os relatos de amigos do colégio, de professores e de sua mãe tentam dar mais corpo à história inicialmente rasa. Durante os 35 minutos de duração, não é exibido nada incrivelmente interessante sobre sua infância e adolescência a ponto de justificar um documentário sobre sua vida. Tudo poderia ser resolvido numa curta reportagem no Fantástico”, afirmou o jornalista.

ANÚNCIOS

Jairo finaliza dizendo que a sensação “é a mesma de ver um grande Arquivo Confidencial, com depoimentos de amigos, paqueras da adolescência, boletins e fotos da família” que te fazem esperar “que a tela se divida, Juliette apareça chorando e, de repente, surja um grito do Faustão.”

ANÚNCIOS