Celebridades

Vaza áudio polêmico de Matteus Amaral em meio à escândalo; OUÇA

Vaza áudio polêmico de Matteus Amaral em meio à escândalo; OUÇA
Foto: Reprodução

Durante a noite dessa quinta-feira (13), o ex-BBB Matteus Amaral deixou escapar um áudio polêmico em suas redes sociais. Apesar de o conteúdo já ter sido removido pelo ex-brother, o registro acabou sendo replicado por internautas e viralizou. Após a polêmica de um rapaz com o mesmo nome do jovem do Alegrete ter entrado na universidade utilizando cota racial, no fundo de um vídeo postado por Matteus, é possível ouvir uma mulher dizendo que “se ela se declarou negra, ela é negra”.

No vídeo, Matteus aparece abraçado e fazendo carinho em uma ovelha, e, ao fundo, uma voz que seria, supostamente, de sua mãe, diz: “Já soube que isso aí não dá nada. É só esquecer, isso aí não vai dar nada. Se eu me declarei negra, eu sou negra”. A declaração polêmica aconteceu poucas horas depois de vir à tona a situação da suposta entrada do Matteus na universidade por meio de cotas raciais. Além do nome dele, o nome de sua mãe também apareceu em uma lista de aprovados com cota racial.

Com os dados fornecidos, apesar da coincidência, não é possível afirmar que seja realmente o ex-BBB e sua mãe Luciane da Silveira Amaral. Matteus Amaral começou a cursar Engenharia Agrícola na Universidade Federal do Pampa, no Alegrete, porém trancou a faculdade no 5º semestre para poder cuidar de sua avó. Depois que esse áudio apareceu no fundo do vídeo do rapaz do Alegrete, os internautas ficaram ainda mais intrigados com o assunto.

“A VELHOTA É MAIS SONSA E SEM NOÇÃO DO QUE O FILHO CHORÃO”; “Não pode ser, eu não ouvi isso”; “Mds, só piora”; “Não é possível que ele foi burro nesse nível de postar isso KKSKKASKSKAK pqp”; “Que absurdo!!! Como tem gente desonesta neste mundo”; “Praticamente admitindo o crime, mas como esse é o país da impunidade, eles são capazes até de admitir porque sabem que nada vai acontecer. Ele tá cagando pra como isso é errado, bem coisa de gente mal caráter”, escreveram usuários das redes sociais indignados.