Internet

Choquei se pronuncia após morte de jovem e diz não ter responsabilidade sobre o ocorrido; veja

Choquei se pronuncia após morte de jovem e diz não ter responsabilidade sobre o ocorrido; veja
Foto: Reprodução

O perfil Choquei emitiu uma nota de esclarecimento na tarde de sábado (23), onde aborda a morte da jovem Jéssica Vitória Canedo, de 22 anos. Ela foi vítima de fake news, apontada como suposto affair do humorista Whindersson Nunes.

Após a veiculação de prints de uma suposta conversa entre ela e Whindersson, a jovem passou a ser alvo de ataques nas redes sociais, que cuminaram com um episódio de suicídio. Segundo parentes de Jéssica, ela lidava com uma depressão.

Com a notícia da morte, internautas passaram a cobrar responsabilidade para a página Choquei, apontada como principal responsável por disseminar a informação falsa sobre o relacionamento de Jéssia e Whindersson.

Em meio a repercussão, o perfil divulgou uma nota oficial, onde diz não ter responsabilidade sobre o fim trágico da jovem. Veja na íntegra:

“Lamentamos profundamente o ocorrido e nos solidarizamos com os familiares e todos os afetados pelo triste acontecimento. Reforçamos nosso compromisso em agir com diligência e responsabilidade.

O perfil Choquei (@choquei) por meio de sua assessoria jurídica, vem esclarecer a seus seguidores e amigos que não ocorreu qualquer irregularidade na divulgação das informações prestadas por esse perfil. Cumpre esclarecer que não responsabilidade a ser imputada pelos atos praticados, haja vista a atuação mediante boa-fé e cumprimento regular das atividades propostas.

Em relação aos eventos que circulam nas redes sociais e que foram associados a um trágico evento envolvendo a jovem Jessica Vitória Canedo, queremos ressaltar que todas as publicações foram feitas com base em dados disponíveis no momento e em estrito cumprimento das atividades habituais decorrentes do exercício de direito à informação.

O compromisso deste perfil sempre foi e será com a legalidade, responsabilidade e ética na divulgação de informações dentro dos limites estabelecidos na Constituição Federal, em especial ao art. 5º, inciso IX.

Por fim, reafirmamos nosso respeito pela intimidade, privacidade, bem-estar e pela integridade”.