POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Críticas

CRÍTICA | Ariana Grande repete fórmula e satura sonoridade no álbum “Positions”

ariana grande - capa
Foto: Divulgação

Em um tentativa de repetir sua fórmula de sucesso, Ariana Grande gastou seu principal trunfo, ao lançar um álbum que mais parece descartes do “thank u, next”. Com exceção de “34+35” e da faixa-título, o disco poderia muito bem ter ficado engavetado no mais escuro porão de sua gravadora, que aqui pensou apenas em jogar a ideia e não trabalhar um conceito.

De A a Z, as faixas são tão genéricas, que se somadas dariam uma trilha em looping.

Ariana é uma estrela de primeira grandeza, mas esse tiro no pé com o “Positions”, pode lhe custar rendimentos futuros. Ainda que seus fãs consumam as músicas desta obra e rendam números nas plataformas digitais, a essência de uma diva pop aqui aparece, mas envolto em uma névoa de desejo de faturar e apenas.

Em um álbum tão aguardado, e para o porte da artista, era esperado algo mais elaborado. Ah, mas houve a pandemia… Mais um motivo para trabalhar ideias e não o apenas “fazer”. “Positions” soa como vou fazer de qualquer jeito, se colar colou.

Vamos torcer para que os clipes sejam melhores que as músicas e que proporcionem algum brilho para o apagado mas ainda vendável “Positions”. 

 

Anúncios
Anúncios
error: Conteúdo protegido!