POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Música

Sofrência no ritmo do sertanejo pop: Pedro Padilha lança novo clipe

pedro padilha
Foto: Diogo Bezerra

O cantor e compositor Pedro Padilha acaba de lançar um novo clipe de sofrência, interpretando um personagem que vive intensamente as emoções e as dores de um término. “Não Tem Volta”, dirigido por Deivide Leme, é um sertanejo com elementos do pop trap. “Essa é a música de um amor que não deu certo e também representa esse novo ciclo de produção musical da minha carreira. Eu quero manter a minha essência do sertanejo, mas agora completando com referências de outros gêneros. O objetivo é criar uma verdadeira experiência sonora para o público”, conta Pedro.

A canção foi produzida com uma mistura de elementos do pop e da música sertaneja, mostrando que cada vez mais o artista busca expressar sua versatilidade musical nos lançamentos. O clipe é um plano sequência, ou seja: foi gravado em uma tomada só, sem cortes. “Eu optei por esse formato de vídeo justamente para encarar esse desafio de explorar ainda mais o personagem. Assim, consegui entrar de cabeça na sofrência da música”, completa o artista. Para trazer a dor romântica da letra composta por Padilha, a canção sertaneja também conta com notas de acordeon musette, muito usado em um estilo de música e dança instrumental francesa. 

O lançamento mais recente de Pedro Padilha foi o EP Pisando no Brega, que mistura os dois gêneros nordestinos: a malemolência da bregadeira e o forró swingado da pisadinha. 

Sobre Pedro Padilha

Pedro Padilha é cantor e compositor da nova geração musical do Brasil, com canções autorais que passeiam entre o pop, o sertanejo e o brega. Viveu a maior parte de sua vida em Cuiabá, no Mato Grosso, e em Fortaleza, no Ceará. A música sempre foi uma protagonista, presente nos principais momentos de sua vida e carreira. Com um câncer diagnosticado aos 14 anos de idade, Pedro encontrou na música a força que precisava para atravessar o seu tratamento de quimioterapia. O artista passou a se dedicar ao estudo musical, integrando o coro de louvores da igreja que frequentava. Foi a partir dali que Pedro escreveu sua primeira música e o talento para a composição começou a florescer. Com 20 anos, decidiu entrar profissionalmente nesse mercado e em 4 anos de carreira como compositor, já acumula letras gravadas por grandes artistas do Brasil, como Bruno & Marrone (Fogo Molhado, Minha Digital, Ego Ferido), Wesley Safadão (Vai Lá), Xand Avião (Vai e Volta) e Dilsinho (Astronauta). 

Em 2020, apostou suas fichas na sua carreira de cantor com o lançamento de seu primeiro single, Baixinha, com mais de 1 milhão de visualizações no YouTube. Seu lançamento autoral, Coração em Stand By, já soma mais de 1 milhão de visualizações, ganhando também um remix produzido pelo DJ Lucas Beat, que ultrapassou 4,5 milhões de streams no Spotify. A canção também viralizou no TikTok, somando 30 mil vídeos com a reprodução. Pedro também se uniu com um dos principais produtores de brega funk do país, o JS O Mão de Ouro, para o lançamento do clipe O Pai Quer Tu.

Anúncios
Anúncios
error: Conteúdo protegido!