Ator Sérgio Hondjakoff estava sendo mantido em cárcere privado em clínica de reabilitação de dependência química

Sérgio Hondjakoff

O ator Sérgio Hondjakoff, conhecido por ter interpretado o personagem Cabeção em “Malhação”, estava entre os internos que eram mantidos em cárcere privado em uma clínica de reabilitação de dependência química em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo.

O local foi fechado nesta quarta-feira (4) após uma ação do Ministério Público, em que recebeu uma denúncia de que 46 pacientes estavam tendo suas liberdades privadas e sendo vítimas de maus-tratos. Segundo informações do G1, eles estavam trancados em quartos e sem acesso às chaves.

Veja também
+ Sérgio Hondjakoff nega que estava preso em clínica de reabilitação

Após o fechamento, dois funcionários acabando sendo presos e irão responder por sequestros. Os internos foram entrevistados por assistentes sociais, no qual alguns foram encaminhados para outras clínicas e aqueles com mais de 90 dias internados foram para casa de familiares.

A polícia informou ainda que encontrou no espaço medicamentos que exigem prescrição médica, mas que os funcionários não tinham receita; e que os internos contaram que tiveram de pagar uma taxa à clínica para serem vacinados contra a Covid-19 mesmo a imunização sendo garantida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a polícia, os donos vão responder por sequestro.

Sobre o ator, ainda não há informações para onde foi levado e nem há quanto tempo estava na clínica. A última postagem do Sérgio nas redes sociais foi há dez semanas, com uma homenagem ao Cauã Reymond.

Sérgio Hondjakoff se tornou nacionalmente conhecido pelo personagem Cabeção em “Malhação”, no qual ficou entre 2000 e 2006. Após realizou poucos trabalhos na TV, como a série “Impuros” e a novela “Bela, a Feia” na Record TV. Seu último trabalho foi o reality “Made in Japão” também da Record.