POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Internet

Trump afirma que vai proibir o aplicativo TikTok de operar nos EUA

Poucos dias após um assessor da Casa Branca sugerir que o TikTok se desvinculasse de sua matriz chinesa para evitar problemas nos EUA, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou que irá proibir o aplicativo de operar no país.

No ano passado, os senadores Charles Schumer e Tom Cotton, questionaram as práticas de coleta de dados da ByteDance, empresa chinesa que além de proprietária, também é a operadora do app.

Advertisement

Em carta enviada à Inteligência Nacional dos Estados Unidos, eles expressaram preocupação sobre a possibilidade da empresa cooperar com os serviços de inteligência de Pequim.

O assunto vai mais além, desde de dezembro de 2019 o comando da Marinha dos EUA proibiu o uso do TikTok em dispositivos conectados à rede internada do Corpo de Fuzileiros Navais, sob o argumento de “ameaça à segurança cibernética”.

Advertisement

Compra do aplicativo

Ainda na sexta, uma fonte anônima, supostamente ligada à negociação, declarou que a Microsoft está negociando a compra do app. Entretanto, com o cenário do banimento, fica incerto incerto como se daria o negócio.

Pode ser que, com a compra concretizada pela empresa americana, o aplicativo volte a operar no território, apaziguando as preocupações de Trump quanto à espionagem chinesa.

Escrutínio do TikTok

O aplicativo passa por um período intenso de verificações desde o fim do ano passado. “Existem vários funcionários do governo que estão analisando o risco de segurança nacional no que diz respeito ao TikTok e outros aplicativos”. Esta foi uma afirmação feita em 15 de julho pelo chefe de gabinete de Donald Trump, Mark Meadows, a um grupo de repórteres.

Além dele, o secretário de Estado, Mike Pompeo, e o conselheiro da Casa Branca, Peter Navarro, revelaram à Fox News – canal conservador de notícias americano de televisão a cabo – que os EUA estão pensando em proibir aplicativos chineses, dos quais o TikTok é o mais cotado em questões de segurança.

No entanto, as autoridades americanas forneceram poucas evidências de suas alegações sobre o TikTok, além de só apontarem para seu país de origem. Na China, especialistas dizem que, embora essas possibilidades não possam ser descartadas, o bloqueio do TikTok é uma medida drástica e que não necessariamente resolveria todos os problemas que dizem respeito aos detratores do aplicativo.

A empresa disse repetidamente que o Partido Comunista Chinês não exerce influência sobre suas operações. O aplicativo não está disponível na China, embora a ByteDance execute uma plataforma semelhante chamada Douyin em território asiático. Além disso, enfatiza que armazena dados de usuários americanos nos EUA, e que nenhum deles está sujeito às leis chinesas.

Via: Reuters

Acompanhe as últimas notícias do canal:

SIGA NOSSA PLAYLIST NO SPOTIFY

Facebook

Anúncios
Anúncios

Bombando!

Fire

No último sábado (23), Anitta compartilhou no Stories do Instagram alguns vídeos mostrando que está gravando um novo material. Ainda não há detalhes sobre...

Música

MC Fioti lançou uma nova versão do sucesso "Bum Bum Tam Tam", após a faixa ser utilizada como meme para vacina do Instituto Butantan.

Filmes & Séries

Em entrevista para o site NewNowNext, o ator libanês Haaz Sleiman (“Jack Ryan”) revelou detalhes sobre seu personagem em “Os Eternos”, que forma o...

Anúncios