Conecte-se

O que procura?

Críticas

CRÍTICA | “Black Parade” é um soco de Beyoncé no estômago da sociedade racista

Foto: Reproduçao

Como seria o mundo sem Beyoncé? Uma das artistas que mais impactaram na história, ganhadora de muitos Grammys, empresária e ditadora de tendências na música, moda e várias outras áreas. Até aí, muitos podem pensar que é normal uma cantora famosa ser bem sucedida. Mas o que esquecem é o fato que de Beyoncé uma mulher preta, em um dos países mais racistas do mundo. Pode contar nas mãos quantas cantoras pretas fazem o sucesso que Beyoncé faz e continuam estáveis.

‘Lemonade’ foi um ato muito arriscado para uma mulher preta bem sucedida na América, lá a população majoritária branca. Mas Beyoncé quis lançar algo para seus fãs pretos, algo que soasse como “eu estou aqui representando vocês”. O álbum foi um sucesso em vendas, recebeu prêmios importantes e ‘Formation’ é um dos clipes mais premiados da história.

Advertisement

Na madrugada do Juneteenth, Beyoncé sentiu a necessidade de afirmar para seus fãs que além de estar os representando, agora ela está lutando junto com eles: ’Black Parade‘. Os EUA estão passando por protestos e manifestações que exigem igualdade, diversos artistas estão engajados na causa. Lady Gaga e Taylor Swift, por exemplo. Mas Beyoncé sabe o que é ser uma pessoa preta, ser tratada diferente por causa de seu tom de pele. Ela sabe que teve que se esforçar muito mais do que qualquer artista branca, maior prova disso é que nunca levou para casa o prêmio mais importante do Grammy. O AOTY que concorreu em 2017 perdeu para uma britânica branca. Não estou dizendo que Adele não mereça, mas não eram os americanos conhecidos por seu patriotismo exagerado?

Pois bem, respondendo a pergunta inicial, o mundo sem Beyoncé… provavelmente seria um mundo onde pessoas pretas teriam menos oportunidades e estariam se escondendo com medo de fracassar. ‘Black Parade‘ é uma mensagem forte para o povo preto ter coragem de lutar, para que tenham orgulho de sua cor e de jamais esqueçam das heranças sagradas dos povos antigos. Para que quando olharem para trás, sintam orgulho de tudo o que estão conquistando. Conquistando além de bens matérias, a oportunidade de sobreviver de forma igual a qualquer outro ser humano.

Advertisement

A música lançada na última madrugada é forte com seus arranjos doces e voz impecável, como tudo que Beyoncé vem apresentado. O sentimento que essa canção passa é de vitória para o povo preto dos Estados Unidos da América.

 

Escrito por João Gael/Revisado por Diego Cartaxo

 

Bombando!

Celebridades

Louis Hofmann, conhecido por interpretar Jonas Kahnwald na série de suspense “Dark”, produzida pela Netflix, teve uma cena de nu frontal, feita em um...

Celebridades

Conhecido por interpretar Lúcio no remake de ‘Eramos Seis’, folhetim exibido na faixa das 18h pela TV Globo,  o modelo e ator Jhona Burjack...

Celebridades

Após rumores que circulavam desde o início do mês, a assessoria da cantora Manu Gavassi confirmou que ela e o engenheiro Igor Carvalho não...

Celebridades

O republicano KW Miller, candidato a um pleito congressista pelo estado da Flórida, nos Estados Unidos, teve uma fala polêmica viralizada no Twitter neste...

Anúncios
Anúncios

POP Mais no Twitter