Esposa de Wesley Safadão será investigada após ser acusada de furar fila da vacina em Fortaleza

Wesley Safadão
Publicidade

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) revelou nesta sexta-feira (9) que vai abrir um procedimento para investigar a vacinação de Thyane Dantas contra a Covid-19.

Na quinta, a esposa de Wesley Safadão recebeu o imunizante de dose única em um posto de vacinação antes do período estipulado pela Secretaria de Saúde de Fortaleza. Nascida em 1991, ela só poderia ser vacinada na semana seguinte, já que atualmente estão sendo vacinados cidadãos nascidos em até 1989.

Publicidade

Em declaração ao jornal Diário do Nordeste, o promotor Eneas Romero, disse que a situação será plenamente investigada. “Como agora temos esse critério cronológico, que é a idade, fica mais fácil apontar essas questões, se foi realmente ‘xepa’, se foi fura fila. É um dever do Ministério Público investigar tudo isso”, disse ele.

Assessoria nega

Em nota, a assessoria da esposa do cantor disse que recebeu a vacina na “xepa”, algo que não foi confirmado até o momento.

“Thyane foi acompanhar o Wesley na vacinação e existe uma coisa que todos têm acesso, não foi benefício dela, que é a dose de sangria. Cada dose dá em média um número aplicações, depende de qual for, e se não forem aplicadas na hora são descartadas. Por esse motivo, os profissionais estão autorizados a aplicar em quem estiver no local, mesmo que não esteja no dia certo para vacinação, para que não haja descarte do material”, explicaram.

Publicidade