Mario Frias anda armado, grita e assusta funcionários da Secretaria de Cultura, diz site

mario frias bolsonaro

O secretário especial da Cultura, Mario Frias tem causado desespero no ambiente de trabalho. Segundo informações publicadas inicialmente pela Folha de S.Paulo e confirmadas por fontes do UOL, Frias andaria armado pelo ambiente de trabalho, deixando a arma visível na cintura.

Segundo uma fonte, a arma “gera mal-estar e desconforto entre funcionários e pessoas que se reúnem com o secretário”. O clipe nos corredores da secretaria é de tensão recorrente, e há relatos de “escândalos e ofensas” aos gritos, dirigidos a servidores e terceirizados que seriam presenciados com frequência.

“Imagine esse contexto e o seu chefe com arma na cintura. O medo e a sensação de ameaça são constantes”, diz uma fonte que não teve a identidade revelada.

ANÚNCIOS

Frias tem uma pistola Taurus de calibre .9mm registrada em seu nome, de acordo com o site da Polícia Federal. Por ser civil, ele precisa ter um documento de porte, que autoriza o cidadão a circular com uma arma de fogo “de forma discreta”, de acordo com o site do governo federal.

Frias obteve o porte no final do ano passado, apresentando ocmo justificativa os riscos de ocupar o cargo de secretário.

ANÚNCIOS