Em entrevista, Sérgio Reis diz que aceita ser preso e dispara: “Eu sou democrático”

Sérgio Reis
Publicidade

No último domingo (22), a Record TV exibiu uma entrevista com o cantor Sérgio Reis, onde o artista falou a respeito das recentes polêmicas envolvendo seu nome.

O cantor de 81 anos falou falou sobre a repercussão negativa de um áudio e de um vídeo que recentemente viralizaram nas redes. Em ambos, o cantor tenta convocar uma greve nacional de caminhoneiros em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e contra o Supremo Tribunal Federal.

Publicidade

“Eu errei, cara, quem que não erra, quem não faz uma bobagem um dia? Não me arrependo de nada, só essa frase infeliz que brinquei com um amigo e vazou, mas não é a realidade. […] Quero me redimir com esse povo, desculpa”, disse em entrevista.

O cantor continuou dizendo que: “Até o Supremo [Tribunal Federal], se tiver algum pedido para me prender, aceito com respeito. Não saí daqui, não me escondi. Se 6h da manhã vier a Polícia Federal aqui em casa, eu me entrego. […] Eu sou democrático, sou do bem, sou do amor”.

Reis ainda falou sobre estar cheteado com a situação envolvendo seu nome. “Fui massacrado esses dias […] Não estava bem fisicamente, emocionalmente, para dar qualquer entrevista. Estou triste”, afirmou.

Publicidade

Assista: