POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Celebridades

Victor Hugo fala sobre depressão em live com Nanda Loren

Foto: Reprodução

Às vezes a vida nos leva a caminhos inexplorados e inesperados. Para o psicólogo e ex-BBB Victor Hugo, ocorreu recentemente – mais especificamente após o fim do Big Brother Brasil -. O programa, que o alçou à fama nacional, fez com que ele tivesse diversos feedbacks na internet, positivos e negativos. Em live com a cantora Nanda Loren no Instagram, Victor Hugo assumiu ter tido dificuldade de se reconhecer após o fim do televisivo.

Parte do projeto “Empatia Lives” em que convida artistas a falarem sobre saúde mental, em menção ao Setembro Amarelo, a conversa descontraída fez com que Victor Hugo falasse sobre sua relação com os haters. “Eu descobri que não sou muito popular e me orgulho disso. Você pode falar o que for mal de mim, mas eu fico feliz por saber que eu estou bancando quem eu sou.”, afirmou o jovem adulto.

Advertisement

Para Victor, sua participação foi importante a nível de conhecimento pessoal, já que sua saída do programa contemplou um dos maiores índices de rejeição. “Eu fiquei chocado com os 85% de rejeição. Eu acho que busquei muito a aprovação das pessoas. Me dava muita tristeza entrar no Instagram e ver que eu tinha menos seguidores [que outros ex-BBBs]. E isso vai te matando.”, relatou.

Nanda Loren, cantora e compositora que participou de outro reality, o The Voice Brasil, em 2016, que tinha como mentora a cantora Claudia Leitte, lembrou como a cobrança foi nociva para sua saúde após sua saída do programa. “Essa cobrança, não só no meio artístico, faz com que a gente ponha uma pressão muito grande em nós mesmos”, disse. “A gente precisa ser mais legal com a gente. Se respeitar, se amar.” completa Nanda.

Advertisement

Fake News

Durante a live, Victor ainda mencionou que foi alvo de uma série de notícias falsas na internet, que induziam os leitores a acreditarem que ele estava em depressão após a saída do BBB. “Eu fiquei triste após a minha saída para o Big Brother, mas não prejudicou a minha vida”, explicou Victor, que complementou: “Às vezes você pode ter um sintoma, mas que não necessariamente diz que você tem um transtorno depressivo. Eu tenho um toque, que é ler as coisas em voz alta. As pessoas não percebem as coisas, eu fazia isso o tempo inteiro no Big Brother. Isso é um sintoma de TOC. Mas não é diagnosticado porque o diagnóstico tem que vir quando causa algum transtorno.”

Nanda, que foi diagnosticada ainda na adolescência com depressão, conta abertamente como tem sido a luta para se entender. Através do livro “Depois de Sobreviver: Depressão na Adolescência”, ela fala abertamente sobre a questão e como tem aprendido a conviver com os dilemas pessoais. “‘Depois de Sobreviver’ conta como eu consegui superar a depressão e seguir a minha vida”.

Quando em crise, a artista chegou a não conseguir seguir seus planos. “Eu que tive isso tudo, isso me impedia de fazer um monte de coisas. Eu cancelava planos, shows, porque eu não tinha energia”, revelou.

Haters e a “era do cancelamento”

Nascido no Maranhão, Victor Hugo é morador de São Paulo, capital. Porém, com as ascendência e fama nacional adquirida através do Big Brother Brasil, o psicólogo assume que chegou a desenvolver uma vergonha do bairro em que mora. Capão Redondo integra a Zona Leste de São Paulo, e conhecido por ser um da periferia paulistana.

“Eu tinha vergonha de falar onde eu moro. Porque aqui é periferia, eu moro no Capão Redondo […]. Quando alguém me perguntava ‘onde é que você mora’ eu tinha vergonha e falava que morava atrás do Morumbi [Bairro Nobre na Zona Sul de São Paulo]”.

Perguntado por Nanda sobre como lida com haters nas redes sociais, Victor Hugo disse que normalmente costuma apagar os comentários negativos. “Quando eu encontro algum [comentário negativo], eu geralmente excluo, quando é no Instagram. Já me ensinaram que não é bom excluir, é bom responder, porque dá engajamento (risos). Quando eu vejo que é muito idiota, eu excluo”.

Aproveitando as qualificações profissionais de Victor Hugo, Nanda procurou ainda uma opinião pessoal do psicólogo. De acordo com o influenciador, ele é à favor que todas as pessoas façam acompanhamentos profissionais com psicólogos. “Sou a favor que todos [façam terapia], mas vou deixar uma crítica. A gente sempre fala muito bem da psicologia, agora vou deixar uma crítica. Eu acho que os psicólogos têm que adaptar mais ao mundo moderno”, desabafou Victor.

Fazendo uma reflexão sobre os impactos das redes sociais nas vidas das pessoas, Nanda comparou como normalmente os usuários se sentem impactados em duas das plataformas mais utilizadas: Instagram e Twitter.

“É engraçado porque realmente eu acho que cada rede social tem o poder de mexer com a nossa cabeça. O Instagram [retrata] muito ‘a vida perfeita’. Você fica vendo fotos maravilhosas de lugares maravilhosos, com corpos maravilhosos e você fala: ‘caraca, eu queria ter essa vida’ ou ‘eu queria ter esse corpo’ e com o Twitter, meio que todo mundo acha que tem o direito de dar opinião sobre qualquer coisa e de qualquer forma”, finaliza a cantora.

O projeto “Empatia Lives” às quintas-feiras, às 21h, e já contou com participação de outros famosos, como as influenciadoras e ex-BBBs, Rízia Cerqueira e Clara Aguilar. O humorista Rafael Portugal é o convidado para participar da live na próxima quinta-feira (2). ‘

Acompanhe as últimas notícias do canal:

Anúncios

Facebook

OS MELHORES LANÇAMENTOS

Anúncios

Bombando!

Celebridades

Pelo visto o rapper Tyga encontrou sua vocação! O rapper tem feito muito sucesso com seus vídeos explícitos no site adulto OnlyFans. Os mais...

Celebridades

O ator Shia LaBeouf, conhecido mundialmente por ter participado do primeiro filme da saga ‘Transformers’, em 2007, vem causando grande polêmica nas redes sociais...

Televisão

Após ser o primeiro programa do Brasil a retornar com a plateia de forma presencial, na última segunda (19), o apresentador Ratinho, do SBT,...