Compositor do clássico “Mulheres”, de Martinho da Vila, acusa Adele de plágio

Martinho da Vila Adele

Um dos compositores mais requisitados do universo do samba e pagode, Janeiro Toninho Geraes, está acusando Adele de plágio pela canção “Million Years Ago”, uma das faixas do disco “25”, de 2015.

Segundo ele, a melodia e harmonia são idênticas ao sucesso “Mulheres”, de Martinho da Vila, que tem composição assinada por Toninho. “Fiquei estarrecido quando me dei conta”, disse ele em entrevista à Veja. “É uma cópia escancarada”, afirmou.

Duas notificações extrajudiciais, às quais VEJA teve acesso, foram enviadas em maio a Adele, a Greg Kurstin (coautor da canção e seu produtor), à gravadora XL Recordings/Beggars Group e ao grupo Sony Music.

No documento, os advogados de Geraes sustentam que, além de melodia, a artista e seu parceiro “se apropriaram das primeiras notas de introdução” e as reproduziram no início, refrão e final da canção interpretada pela cantora britânica. Seriam 88 compassos com indícios de cópia, somando três minutos e dois segundos, ou 87% da canção.

A Sony Music Brasil se manifestou afirmando que o assunto está nas mãos da gravadora inglesa e da própria Adele. “Nossa intenção era tentar um acordo, mas, diante do silêncio, recorremos à Justiça”, diz o advogado Fredímio Biasotto Trotta.

Compare as faixas: