Karol Conká abre o jogo sobre vida após rejeição no BBB21: “Tentando não cair na depressão”

karol conka documentário globoplay
Publicidade

Em entrevista ao podcast do Whindersson Nunes, Karol Conká abriu o jogo sobre a vida após sua participação no Big Brother Brasil 21, de onde foi eliminada com a maior rejeição da história de um reality, com 99,17% dos votos do público.

Na ocasião, a artista revelou que está lutando para não se cair em depressão: “Minha batalha é para não cair numa depressão. Faço acompanhamento para isso. Tem várias coisas que pegam para mim, desde o trauma de se expor, se reconhecer ali naquelas atitudes ruins, a me sentir vendida. Sinto uma coisa, como se fosse um negócio, que as pessoas jogam para lá e para cá e tiram suas próprias conclusões”, explicou.

Publicidade

Karol ressaltou que as pessoas têm dificuldades de acreditar em uma mudança em sua personalidade pós-reality. “Então, não vai trazer nada de bom para essas pessoas transferir a angústia delas para cima de mim, que estou tentando ser uma pessoa melhor, que estou fazendo exatamente o que me pediram para fazer. Ouvia: ‘Vai se tratar, vai ser uma pessoa melhor’. Aí estou nesse processo e continuam: ‘Tá fingindo. Olha lá, está atuando. Não chorou na saída do reality, está chorando agora porque?’”, contou.

Assista:

Veja também:
+ Parceria entre Drik Barbosa, Karol Conká e Gloria Groove está na trilha sonora de “O Esquadrão Suicida”
+ Karol Conká irá lançar programa sobre saúde mental: ”O tema não poderia ser outro”

Publicidade