POP Mais nas redes sociais

O que procura?

Letras

Samantha Schmütz lança single de estreia; assista e confira a letra completa de “Edifício Brasil”

Samantha Schmutz - Créditos Rui Mendes
Samantha Schmutz - Foto: Rui Mendes

Não existe um passo que Samantha Schmütz dá que não seja político. Para a atriz e cantora, saber exercer sua influência de maneira consciente é questão de vida ou morte no Brasil de hoje. Por isso, além de gerar um debate importante sobre posicionamento nas redes sociais, a artista vai usar a sua voz para chegar em mais gente através da música. Neste mês, ela inaugura o seu primeiro projeto musical autoral com grandes participações. O primeiro single, “Edifício Brasil”, feito em parceria com Tropkillaz e escrito por Dow Raiz, foi lançado hoje (24), já com videoclipe.

O registro audiovisual traz referências visuais densas, com esquemas de corrupção, episódios de violência contra a mulher e até mesmo ao caso do menino Miguel, de 5 anos, que morreu quando caiu de um prédio após a “patroa” de sua mãe o ter deixado sozinho no elevador do prédio em que morava. Uma série de manchetes desse Brasil real também aparecem em algumas cenas enquanto Samantha leva a sua mensagem.

Sobre o single, Samantha diz: “Sempre fui fã do Tropkillaz, mas conheci o trabalho deles mais de perto através do Criolo, que nos apresentou, e, logo de cara, deu tudo muito certo! Dividi com eles a vontade que eu tinha de trabalharmos juntos e também de lançar minha carreira de cantora com músicas inéditas. Eles entenderam a sonoridade que eu gostaria de fazer, entenderam que o Dow Raiz seria uma pessoa perfeita pra canetar a nossa história e, assim, achamos um caminho verdadeiro e que tem muito a nossa cara! É uma projeto atual, único e com muita identidade. Esperamos muito que esse som chegue nos corações de todo mundo!”

O lançamento do EP completo está previsto para o ano que vem.

Letra de Edifício Brasil – Samantha Schmütz

Não, não, não me entende com o sistema
Não, não, não me entendo com o sistema não

A carne mais barata
Tinha que ser do bando que aqui explorou
Bandidos andam bem vestidos
Lucrando com a história que ele apagou

O desgoverno eu vi
O arrebento e o jornal que é pra disfarçar
Capetalismo tá aí
Prendem um, surgem dez pra ocupar o lugar

Não importa o que cê tem
Mas sim quanto vai pagar
Pode passar de tudo, mas você não passará
É colírio programado pra te cegar
A doença é inventada pra tua cura lucrar

Não, não, não me entende com o sistema
Não, não, não me entendo com o sistema não
Não, não, não me entende com o sistema
Não, não, não me entendo com o sistema não

O problema muitas vezes é só de existir
Nã tem como não me dar e querer me exigir
Moro na pátria amada que quer me coagir
Uma coisa é falar, outra coisa é sentir

Entre aceitar, suportar, disfarçar e excluir
Um muro interessado em você não decidir
A garganta do poder pronta pra te engolir
A garganta do poder pronta pra te engolir

Não importa o que cê tem
Mas sim quanto vai pagar
Pode passar de tudo, mas você não passará
É colírio programado pra te cegar
A doença é inventada pra tua cura lucrar

Não, não, não me entende com o sistema
Não, não, não me entendo com o sistema não
Não, não, não me entende com o sistema
Não, não, não me entendo com o sistema não

Publicidade

Anúncios
Anúncios
error: Conteúdo protegido!