Empresário de Britney Spears pede demissão e diz que cantora quer se aposentar

Empresário de Britney Spears pede demissão e diz que cantora quer se aposentar

Larry Rudolph, empresário de Britney Spears desde 1995, pediu demissão do cargo na última segunda-feira (5). Em uma carta endereçada ao pai da cantora, Jamie Spears, e ao tutor nomeado pela Justiça, Jodi Montgomery, ele disse que “seus serviços não são mais necessários”, uma vez que a cantora tem “expressando sua intenção de se aposentar oficialmente”. As informações são do Deadline.

“Faz mais de dois anos e meio desde a última vez que Britney e eu nos falamos. Na época, ela me informou que queria fazer uma pausa indeterminada na carreira. Hoje mais cedo, fiquei sabendo que Britney tem expressado sua intenção de se aposentar oficialmente”, diz ele na carta.

Rudolph continua dizendo que não conhece os detalhes da tutela e que foi contratado por Britney “para ajudar gerenciar e auxiliar sua carreira”. “Eu sempre estarei incrivelmente orgulhoso do que nós conquistamos nesses mais de 26 anos juntos. Eu desejo a Britney toda a saúde e felicidade do mundo e estarei ao lado dela caso ela precise de mim novamente, como sempre estive”, acrescentou o empresário, pedindo que Jamie Spears e Jodi Montgomery aceitem a carta como um “pedido formal de demissão”.

ANÚNCIOS

O pedido demissão de Larry Rudolph ocorre em meio a novas discussão sobre a tutela de Britney Spears. No dia 23 de junho, a cantora quebrou o silêncio sobre a tutela que o pai, Jaime Spears, tem sobre sua vida pessoal e financeira desde 2008. Em depoimento, ela falou que mentia ao mundo ao dizer que estava tudo bem.

“Eu estive em negação. Eu estive em choque. Eu estou traumatizada”, disse Britney, que revelou ainda que é impedida até de engravidar.

Dias depois, um tribunal de Los Angeles negou o pedido de Britney para retirar seu pai da tutela. O caso tem uma nova audiência marcada para o dia 14 de julho.

ANÚNCIOS